TPM

As mudanças hormonais e os sintomas do climatério causam desconfortos e dúvidas em relação a esse período típico feminino.

👉🏼 Semelhantes às sensações causadas pela TPM, embora mais intensas e prolongadas, as mudanças podem ser caracterizadas de acordo com as fases de cada mulher.

👉🏼 Sim! Pode ser que a TPM ocorra com mais intensidade em mulheres no período do climatério.

Basta observar as queixas mais frequentes como o calor intenso, a irritabilidade, dificuldades no sono e aumento da transpiração, que também são alterações físicas e comportamentais que se assemelham às da TPM, porém, mais intensas e duradouras.

👉🏼 Aqui vão algumas dicas para aliviar os sintomas da TPM no período do climatério:

– A cafeína aumenta a ansiedade e instabilidade emocional, ou seja, seu consumo deve ser totalmente evitado.

– O álcool provoca dores de cabeça, fadiga e depressão e, portanto, também devem ser evitado neste período.

– A quantidade de sal nos alimentos deve ser reduzida para evitar a retenção de líquidos no organismo.

– A prática de exercícios pode reduzir as cólicas, além de melhorar o humor com a liberação de endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar.

– Suplementos multivitamínicos podem ajudar, pois estudos apontam que a TPM é causada por ausência das vitaminas A, B6, C e D.

Doenças no Climatério

A chegada do climatério pode trazer muitos sintomas que não devem ser ignorados.⚠

👉🏼 Parte deles pode evoluir para algumas doenças nessa fase da mulher e o acompanhamento de um ginecologista se torna fundamental para minimizar esses riscos.

Além das doenças mais comuns como osteoporose e alterações de colesterol e triglicerídeos, que podem levar às doenças cardiovasculares, podemos observar com mais frequência:

👉🏼 Alterações na memória e concentração: dificuldade para lembrar das coisas ou para se concentrar são reclamações comuns durante o climatério e nos anos que seguem a menopausa. Porém, são necessárias mais pesquisas para determinar a causa dessas reclamações.

👉🏼 Depressão e ansiedade: Os diversos sintomas do climatério e menopausa podem causar depressão e ansiedade. As oscilações de humor tem grande participação nisso assim como a falta de energia devido às alterações hormonais.

👉🏼Enxaqueca: As mulheres que têm uma história de dores de cabeça nos períodos menstruais, ou durante o uso de contraceptivos hormonais, estão mais propensas a sentir dor de cabeça hormonal durante o climatério e essas dores podem evoluir para enxaqueca.

👉🏼 Distúrbio do Sono: algumas mulheres começam com insônias leves que podem evoluir para distúrbios do sono especialmente se as alterações hormonais provocam fogachos à noite.

Você se identifica com algum desses cenários? Lembrando da importância e prudência de ter um acompanhamento especializado para essa fase. Procure sempre o seu ginecologista!😉

Saúde Mental no Climatério

O climatério não é somente uma fase de transformações biológicas na vida das mulheres. 👩

👉🏼 Ele também causa modificações psicológicas variadas, as quais podem impactar o comportamento e o bem-estar.

👉🏼 Essas oscilações acontecem por conta da redução na produção de hormônios.


Estrogênio e progesterona são os principais responsáveis pelo ciclo menstrual e, quando a mulher chega nesta etapa da vida, os níveis desses hormônios no organismo reduzem consideravelmente.


Dessa forma, a ocorrência da ovulação e da menstruação diminui até deixar de existir.
Uma das principais alterações é percebida no humor.

👉🏼 No dia a dia, o estado de humor da mulher intercala entre tristeza, contentamento, irritabilidade, melancolia e angústia.

😖 Embora a maioria dos problemas psicológicos não seja causada pelo climatério, é compreensível que tais problemas possam surgir ou piorar nesse período.

👉🏼 Algumas sugestões para você tentar prosperar nesse momento e aproveitar uma das melhores fases que pode ser a melhor da sua vida:

• Participe de atividades divertidas.
• Converse com os amigos.
• Encontre ou renove programas criativos ou atividades que satisfazem as necessidades mentais e espirituais.
• Experimente técnicas de redução de estresse e relaxamento, como respirações profundas e meditação.
• Concentre-se em dietas com pouca gordura, sódio, açúcar refinado, álcool e cafeína.
• Arranje tempo para exercícios diários.
• Aproveite as atividades de cuidado pessoal, como massagem ou banhos relaxantes.
• Durma o suficiente à noite.
• Se necessário, procure ajuda profissional.
👉🏼 Gostou? Salva esse post para consultar depois!

Climatério

O climatério é caracterizado por mudanças endócrinas devido ao declínio da atividade ovariana, mudanças biológicas em função da diminuição da fertilidade, mudanças clínicas consequentes das alterações do ciclo menstrual e de uma variedade de sintomas.

👉🏼 Os sintomas do climatério podem começar a surgir entre 40 e 45 anos de idade, e podem durar até cerca de 3 anos.

Os mais comuns são as ondas de calor, ciclo menstrual irregular, diminuição do desejo sexual, cansaço e alterações bruscas do humor. ⚠

Os primeiros sinais e sintomas do climatério que podem começar a surgir aos 45 anos de idade e são:

-Ondas de calor repentinas;
-Diminuição do apetite sexual;
-Tonturas e palpitações;
-Insônia, má qualidade de sono e suores noturnos;
-Coceira e secura vaginal;
-Desconforto durante as relações sexuais;
-Perda de elasticidade da pele;
-Diminuição do tamanho dos seios;
-Depressão e irritabilidade;
-Aumento de peso;
-Dor de cabeça e falta de concentração;
-Incontinência urinária;
-Dor nas articulações.

👉🏼 Além disso, no climatério também podem ser observadas várias alterações na menstruação, como ciclo menstrual irregular ou menos intenso.

👉🏼 Você sente algum desses sintomas? Já procurou o seu Ginecologista para saber os tipos de tratamento e práticas que deve seguir?

Me conta aqui a sua dúvida 👇🏼

Sem emagrecer?

As mulheres na menopausa têm mais dificuldades para emagrecer devido à diminuição do metabolismo. 😲

👉🏼 Principalmente pela perda gradual de massa muscular, fica mais difícil o açúcar entrar na célula, o que gera uma “sobra” e facilita ganhar gordura.

👉🏼 Além disso, as variações hormonais típicas desse período podem levar a alterações emocionais com consequentes mudanças no padrão alimentar, já que comer não é só um ato físico, mas muito emocional.

Desta forma, as mulheres que aprendem a fazer as escolhas certas, se adequam, não engordam e até mesmo emagrecem. 😉

As que não o fazem, isto é, não se adequam, acabam engordando ou não emagrecendo. 😖

👉🏼 Com a queda dos níveis de estrogênios durante a menopausa, os ossos podem se tornar mais frágeis, levando à osteoporose.


⚠ Portanto, é importante aumentar a ingestão de cálcio (leite, iogurte, queijos, peixes, vegetais como brócolis, nozes e sementes) para dar suporte à densidade óssea.


⚠ Evite beber café, chá preto e refrigerantes, que podem interferir na absorção de cálcio.

😉 Procure tomar sol para estimular a produção de vitamina D pela pele, pelo menos 15 minutos ao dia, antes das nove horas ou depois das quinze horas para evitar os raios UV.

🏃‍♀️ Fazer exercícios regularmente pode ajudar em vários aspectos: controlar o apetite, melhorar a digestão, controlar o peso, contribuir para a saúde dos ossos além de poderoso e positivo efeito sobre as emoções, a saúde mental e conjugal.
👉🏼 Sempre consulte o seu Ginecologista para uma orientação personalizada!

Remédios e Menopausa

O tratamento para menopausa pode ser feito com o uso de medicamentos hormonais, mas sempre sob orientação médica. ⚠

👉🏼 Para algumas mulheres esta terapia é contraindicada, como ocorre no caso das que possuem câncer de mama ou de endométrio, lúpus, porfiria ou tenham tido episódios de infarto ou AVC.

👉🏼 Para as que não possuem contraindicações, a terapia de reposição hormonal pode ser indicada.

Ela é capaz de diminuir a intensidade dos sintomas da menopausa, como as ondas de calor, irritabilidade, osteoporose, doenças cardiovasculares, secura vaginal e a instabilidade emocional.

👉🏼 Além disso, antidepressivos e calmantes também podem ser indicados pelo médico, dependendo da gravidade dos sintomas.

⚠ Nada disso substitui uma boa alimentação e práticas de exercícios físicos pois, além de todos os benefícios, proporcionam liberação de endorfinas na corrente sanguínea e promovem a sensação de bem estar.