Qual a sua opção?

Hoje eu parei para refletir um pouco mais sobre o envelhecimento. Acho que existem 2 tipos de pessoas, as que pensam “Como o tempo é cruel e infelizmente ele chega para todo mundo!” e aquelas que pensam “O tempo é justo e faz o mesmo efeito para todo mundo!”

Bem, eu não sei de que lado você está agora, mas em 30 anos, o nosso planeta terá mais velhos do que jovens e todos nós sabemos que, na melhor das hipóteses, todos seremos velhos um dia. E agora eu te pergunto: como você gostaria de envelhecer? Saiba que é importante chegar à melhor idade com tudo em cima.

Todos podemos envelhecer com saúde. A fórmula é, relativamente, simples: pratique atividade física regularmente, mantenha os exames de rotina em dia, estimule sua memória e cultive as relações sociais!

Curtiu as dicas? Queremos saber o que você faz ou pretende fazer para chegar à terceira idade com saúde. Conte nos comentários!

Olha o estresse !!

O estresse pode ser causado por uma preocupação excessiva e se torna um problema quando não conseguimos controlar os inúmeros pensamentos que surgem no dia a dia. Estamos constantemente nos preocupando com alguma coisa, e este estresse pode ser potencializado na menopausa.

A menopausa não é somente uma fase de transformações biológicas na vida das mulheres. Ela também causa modificações psicológicas variadas, as quais podem impactar o comportamento e o bem-estar.

Geralmente o estresse é decorrente de alterações no humor que oscilam entre tristeza, angústia, contentamento, irritabilidade e melancolia.

Essas oscilações acontecem por conta da redução na produção de hormônios. O estrogênio é o principal responsável pelo ciclo menstrual e, quando a mulher chega nesta etapa da vida, os níveis desse hormônio no organismo reduzem consideravelmente.

Eu sei que isso pode parecer loucura, mas acredito que as alterações de humor que ocorrem durante a meia-idade são um sinal de alerta para que possamos diminuir o ritmo das atividades do dia a dia e dar mais atenção e amor à vocês mesmas, o mesmo amor e atenção que damos a todos em nossa volta durante o decorrer da vida adulta.

A vida é hoje e agora! Então, encontre caminhos para aliviar o estresses. como atividades físicas e de relaxamento, ou algo que te dê prazer. Meditações são uma boa alternativa para diminuir a frequência do estresse.

O climatério e o sexo

A vida sexual durante a menopausa é uma preocupação que ronda a maioria das mulheres. E não só por todas as alterações hormonais que geram sintomas como insônia e calor, mas pelo impacto que essa mudança pode ter na vida sexual.

👉Se você tem percebido que alguma coisa está “diferente”, se acalme! Separamos 7 pontos importantes que podem ajudá-la a lidar com esse processo e não deixar que o sexo seja algo perturbador nesta fase da sua vida:

1. Não pense que a libido está condenada após a menopausa! A maioria das mulheres sente mudança no desejo por conta das variações hormonais do período, com a queda dos níveis de estrogênio e testosterona, mas há formas de prevenir a disfunção sexual.

2. Procure um tratamento adequado e personalizado para você. Há diversos caminhos para tratar a menopausa e o mais popular é a reposição hormonal personalizada.

3. Ressecamento vaginal está diretamente ligado ao desejo! A falta de lubrificação é um dos fatores mais marcantes e desagradáveis para as mulheres na menopausa. Então, você precisa ser estimulada para se entregar e viver uma experiência sexual prazerosa.

4. Aproveite para (re)descobrir zonas erógenas além da vulva. Conhecer o próprio corpo é fundamental para uma vida sexual plena em qualquer idade.

5. Experimente coisas novas a dois. A maturidade também é um bom
momento para o casal descobrir novos caminhos e sentirem prazer juntos.

6. A frequência sexual está associada às suas expectativas. Então, não se culpe!

7. Seu parceiro (a), precisa entender o momento. Ter alguém que entenda é extremamente importante. Além disso, é um boa oportunidade para ambos estarem aberto a novidades.

E lembre-se: Estar na menopausa não é atestado de falta de prazer!! É comum que as mulheres passem a ter uma vida sexual mais satisfatória depois da menopausa. Mas para isso, também é necessário preservar a saúde sexual durante toda a vida.

😉A maturidade, o conhecimento do próprio corpo e a parceria adequada trazem autoconfiança suficiente para manter (e até melhorar) a qualidade do prazer sexual.

Autoestima

Amor-próprio na menopausa? É possível sim! Manter o amor por si mesma é importante em qualquer fase da vida e se colocar em primeiro lugar sempre!

A menopausa é um momento marcante na vida da mulher. E junto com ela, chegam diversas novidades, uma boas e outras nem tanto (como deixar de se valorizar e de se gostar).

A autoestima nesse período se faz ainda mais importante, considerando que a mulher passa por um novo processo de transição, que por sua vez, pode influenciar na saúde como um todo.

Manter o amor-próprio e a autoestima faz com que você tenha iniciativa para se cuidar mais, para agir preventivamente e procurar ajuda médica sempre que for necessário.

👉Separamos 3 dicas para te ajudar a manter a qualidade de vida e com isso, sua autoestima elevada:

1- Atividade física – Pratique diariamente, de 30 minutos a 1 hora. Faça o que estiver ao seu alcance, mas não deixe de se movimentar.

2- Alimentação saudável – É necessária que seja baseada em alimentos de verdade, evitando açúcares, gorduras e produtos industrializados. O equilíbrio é importante quando se tratar de comer bem.

3- Saúde mental – Experimente um pouquinho de meditação, que é uma forma de prevenção e fortalecimento da saúde mental.

Toda mulher precisa se sentir segura, valorizar-se e gostar de si mesma, independente da fase em que vive. Praticar o amor-próprio não se trata de ideologia ou modismo, e sim de saúde, harmonia e energia para enfrentar as dificuldades que possam aparecer ao longo de cada fase da sua vida.

Menopausa induzida

Uma forma de menopausa induzida é aquela causada devido à remoção dos ovários, eliminando assim a fonte de secreção de estrogênio.

A perda de função desses órgãos também pode acontecer devido ao tratamento por quimioterapia ou radioterapia. E quando isto ocorre, o corpo não passa pela fases normais do climatério, ou seja, a fase da pré-menopausa desaparece.

⚠️É importante lembrar que as mulheres quando passam por este processo, estão mais expostas a outras doenças derivadas da falta de estrogênio.

As principais consequências são o aumento do risco de sofrer doenças cardiovasculares e também osteoporose, pois ao dispensar estrogênio, elas começam a perder massa óssea mais cedo.

Dependendo do caso, se houve a menopausa induzida, talvez não seja possível que a mulher faça um tratamento com terapia hormonal.

👉Por este motivo é tão importante consultar um (a) especialista para entender quais são os tratamentos mais eficazes.