Prefeitura para a cidade, ou cidade para a Prefeitura?

Segundo o último censo do IBGE, o Brasil tem pouco mais de 5.500 municípios.

Dentre eles, cerca de 22% não ultrapassa a marca de 5000 habitantes. Destes últimos, mais da metade não consegue arrecadar 10% da sua receita, ou seja, 90%, ou mais, depende dos repasses federais e estaduais.

Vale lembrar que cada município precisa ter um prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, inúmeros funcionários administrativos, vereadores, vários assessores parlamentares, diversos funcionários do legislativo, etc.

Com todo este custo, estes pequenos municípios são deficitários e verdadeiros ralos por onde escoa dinheiro público proveniente do tesouro.

No meu entendimento, a proposta da reforma administrativa entregue no Congresso, para fusão de pequenos municípios, traz uma boa solução para que, com a diminuição da máquina pública, haja uma redução de gastos desnecessários.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s