Corrimento?

Toda vagina tem uma dinâmica própria, o ecossistema bem alinhado e possui um equilíbrio específico de bactérias, pH e umidade, que são sensíveis à mudanças, tanto de dentro quanto de fora do corpo, e às vezes não é preciso muita coisa para que ele se perca.

No entanto, mudanças significativas ou repentinas no cheiro, cor ou consistência dos fluidos significa que alguma outra coisa pode estar acontecendo, como uma infecção que precisa de tratamento.

Fatores que podem prejudicar o ecossistema vaginal e causar corrimento:
– Práticas de lavagem e limpeza inadequadas
– Atividade sexual frequente sem proteção
– Contraceptivos hormonais ou DIUs
– Sangramento ou escape prolongados ou irregulares
– Uso de antibióticos ou esteroides
– Menarca (primeira menstruação da menina), menopausa ou gravidez
– Mudanças hormonais ao longo do ciclo menstrual
– Diabetes não controlada
– Geralmente ter uma quantidade menor de bactérias vaginais (Lactobacillus)
– Pode ser causado por infecções sexualmente transmissíveis (ISTs)

Caso esteja com outros sintomas, consulte um profissional de saúde para fazer exames e testar o pH da vagina com um teste simples de pH.

Um ambiente vaginal saudável diminui a probabilidade de ter corrimento e ajuda a evitar sintomas desconfortáveis e possíveis complicações à sua saúde.

HPV

O que é o HPV?
É um vírus que pode causar desde verrugas em pele e mucosas, até lesões mais graves, como câncer de colo de útero.

Possuem diversos tipos, como o HPV genital, que é transmitido principalmente pelo contato direto da pele durante a relação sexual.

A cura da infecção pelo vírus HPV pode acontecer espontaneamente. Se a pessoa possui o sistema imunológico íntegro, o vírus consegue ser eliminado naturalmente do organismo sem que cause o aparecimento de sinais ou sintomas de infecção.

No entanto, quando não acontece a cura espontânea, o vírus permanece inativo no organismo sem causar alterações, e pode reativar caso a imunidade se encontre fragilizada.

Existem tratamentos com remédios para cuidar dos sintomas, mas não é capaz de eliminar o vírus totalmente. Por isso, mesmo que as lesões desapareçam, ele ainda está presente no corpo e pode ser transmitido para outras pessoas através de uma relação sexual desprotegida. Atualmente, também já existem vacinas para prevenção de infecções por HPV.

⚠⚠E uma informação super importante: Mulheres grávidas portadoras do vírus podem transmiti-lo para o bebê no momento do parto, mesmo sendo uma forma de transmissão rara, ainda sim existe o risco.

Então, PREVINA-SE !
Ficou com alguma dúvida? Quanto mais cedo o tratamento iniciar, mais fácil será a cura do HPV.

Menopausa é envelhecimento?

Não mesmo! Quero te mostrar que após tratar a menopausa e se livrar dos sintomas indesejáveis, é hora de aproveitar essa nova fase tão cheia de possibilidades. Porque, convenhamos, por volta dos 50 anos, as mulheres estão no auge da vida e têm ainda 3 ou 4 décadas, no mínimo, para viver plenamente, se você souber cuidar do corpo e da mente.

Se engana quem pensa que a menopausa é o sinal de que a vida está perto do fim. Por mais difícil que esse período possa parecer, a boa notícia é que os sintomas podem ser controlados com auxílio médico e a qualidade de vida pode ser recuperada. Você só precisa encontrar formas de atravessar essa etapa de maneira leve e feliz.

Imagine que uma mulher que entra na menopausa aos 45 anos ainda está totalmente ativa, e não pode ser “condenada” a viver décadas como se isso fosse o fim. Hoje, a mulher passa muitos anos no climatério e consequentemente, entram na menopausa cada vez mais cedo.

Então eu pergunto: como você quer encarar essa nova fase? É claro que tudo vai depender de como você se cuidou ao longo dos anos. Alimentação equilibrada, exercícios físicos regulares e cuidados com a saúde mental são necessários desde a infância para garantir que a terceira idade possa ser aproveitada em sua plenitude. Não há mágica…

Se você sempre se preocupou com todos esses aspectos, agora é a hora de colher os frutos! E ainda dá tempo de correr atrás do prejuízo e aproveitar todos os anos que ainda têm pela frente. Só não vale ficar parada esperando o tempo passar.

Solitário?

É certo que o diretor aponta para as diretrizes a serem adotadas, porém, há de se cuidar para não cair na cilada da autocracia.

Além disso, o comportamento monocrático pode caminhar para o maniqueísmo e prejudicar a percepção das nuances do talvez.

Assumir esse comportamento significa estar em dessintonia com os modelos modernos de gestão, onde é fundamental o trabalho em equipe.

Qual a sua opção?

Hoje eu parei para refletir um pouco mais sobre o envelhecimento. Acho que existem 2 tipos de pessoas, as que pensam “Como o tempo é cruel e infelizmente ele chega para todo mundo!” e aquelas que pensam “O tempo é justo e faz o mesmo efeito para todo mundo!”

Bem, eu não sei de que lado você está agora, mas em 30 anos, o nosso planeta terá mais velhos do que jovens e todos nós sabemos que, na melhor das hipóteses, todos seremos velhos um dia. E agora eu te pergunto: como você gostaria de envelhecer? Saiba que é importante chegar à melhor idade com tudo em cima.

Todos podemos envelhecer com saúde. A fórmula é, relativamente, simples: pratique atividade física regularmente, mantenha os exames de rotina em dia, estimule sua memória e cultive as relações sociais!

Curtiu as dicas? Queremos saber o que você faz ou pretende fazer para chegar à terceira idade com saúde. Conte nos comentários!