A pele no climatério

Os cuidados com a pele, no climatério, são de extrema importância.

Nesta fase, a pele fica mais fina, ressecada, flácida e podem aparecer algumas manchas e rugas.

Sendo assim, três cuidados básicos são necessários:

–  Limpeza da pele com produtos neutros para não inflamar nem irritar a pele, evitando as coceiras e descamações.

–  A hidratação é fundamental, tanto para a pele como para o resto do organismo. Beba muito líquido e utilize cremes hidratantes uma vez ao dia, após o banho, no corpo inteiro, inclusive na área genital.

–  Não menos importante é proteger a pele do sol. Sempre que for à rua, utilize protetor solar fator 30 e, quando for tomar sol, fator protetor solar 60.

Também sempre lembre de manter boa alimentação, cuidado com o cabelo (shampoo neutro e específico para a reposição proteica) e com as unhas (hidratar com cremes próprios para mãos e pés, além de retirar a cutícula a cada 15 dias). 

Afinal, autocuidado é imprescindível para a autoestima.

Indicações para terapia da reposição hormonal (TRH)

Você sabe quando precisa fazer uma reposição hormonal?

Segundo a Sociedade Brasileira de Climatério, ela está indicada nas seguintes situações:

–  Sintomas vasomotores ou fogachos: ondas de calor que vem e vão de repente, geralmente na cabeça e busto, às vezes seguidas de muito suor.

–  Sintomas geniturinários: ressecamento vaginal e pequenas perdas de urina quando tosse ou espirra.

–  Prevenção da perda de massa óssea: no exame chamado densitometria óssea, é observado que os ossos estão mais “porosos” e, consequentemente, mais frágeis e com maior risco de fraturas.

–  Falência ovariana prematura: também chamada de menopausa precoce, é quando a menstruação cessa muito cedo.

Em qualquer desses casos, é importante o acompanhamento de um especialista para indicar qual o tipo, dose e duração da terapia de reposição hormonal mais adequada para você.

Aspectos emocionais podem afetar o climatério?

Na verdade, nesse período as mudanças físicas advindas do climatério, mexem completamente com o psicológico da mulher.

Mesmo sabendo que envelhecer é natural, cada mulher recebe e enfrenta essa fase de um jeito diferente.

Dependendo do grau de dificuldade que elas encontrem, ocorre um sofrimento psicológico que pode torná-la vulnerável a certas doenças.

Nossa mente comanda todo o resto do nosso corpo, por isso é importante cuidar da saúde mental quando esse período chega.

Coma bem !!

Você já me viu falar que a dieta do mediterrâneo traz benefícios para o climatério, para a fertilidade, enfim, para a sua saúde.

Mas, afinal, em que consiste esta dieta?

Ela é baseada em alimentos naturais e frescos como frutas, verduras, legumes, cereais e sementes (castanha, linhaça, amêndoa, etc.), além de azeite extravirgem e laticínios.

Como proteína animal, a preferência é pelos peixes e frutos do mar, ricos em ômega 3. Aves e carne vermelha (magra) são consumidas com moderação, sendo a última restrita a uma vez por semana.

As bebidas principais são a água (pode acrescentar sabor com rodelas de limão ou gengibre), sucos naturais e chá. Uma taça de vinho por dia para as mulheres, e 2 para os homens, também é permitido.

Outro ponto importante é evitar embutidos e produtos industrializados, como salsicha, enlatados, pó para bolos e comidas congeladas. Prefira bolos e biscoitos caseiros.

Misturar sal com ervas aromáticas (p.ex. orégano, manjericão, alecrim, salsinha) irá diminuir seu consumo e dar mais sabor aos alimentos.

Com esta dieta, você melhora seu metabolismo, ajuda no controle de peso e diminui o risco de desenvolver doenças degenerativas, cardiovasculares e diabetes.

Agora, é só fazer seu cardápio, acrescentar atividade física e dormir bem, para ter uma vida bem melhor.

Dormir está difícil !

A vida saudável tem três pilares: boa alimentação, atividade física regular e boa qualidade do sono.

Principalmente durante o climatério, a atenção sobre estes fatores precisa ser redobrada.

Muitas mulheres são “multitarefas”, pois trabalham, cuidam da casa, dos filhos e do marido, etc.

No final do dia, a cabeça está cheia, o estresse está alto e, com isso, quem sofre é o sono…

Isso sem falar das que têm o hábito de, ao deitar, ficar mexendo no celular ou tablet, o que atrapalha, e muito, a chegada do sono.

O pior é que, com as noites mal dormidas, aumenta a compulsão por alimentos calóricos e, como consequência, podem surgir ganho de peso, resistência insulínica, diabetes, problemas cardíacos e hipertensão arterial.

Sendo assim, procure desacelerar, nas duas horas que antecedem o sono, com atividades mais relaxantes.

Que tal trocar o celular por um livro ou ouvir uma música calma na cama?

Evite consumir cafeína após as 6 horas da tarde

Após a menopausa, a bexiga diminui sua capacidade de armazenar urina, portanto, nesta fase é melhor não beber líquidos próximo do horário de dormir. 

Além disso, uma alimentação saudável durante o dia, sendo mais leve à noite, aliada à prática de exercícios, melhorarão sua qualidade do sono.

Melhore sua qualidade de vida ! Afinal, saúde é fundamental.

Dor nas Juntas ?

Você sente dor quando levanta e melhora quando começa a caminhar?

Sendo assim, você pode estar com artrose.

A diminuição dos hormônios, que acontece no climatério, prejudica as cartilagens e favorece o aparecimento da artrose, principalmente nas mulheres que estão com “uns quilinhos a mais”.

Mas existem algumas medidas que vão ajudar a prevenir, ou agravar, esta doença.

  • ALIMENTAÇÃO – Procure frutas e legumes antioxidantes como cebolas, maçãs, abacaxis e morangos. Peixes, ricos em ômega 3, também são muito bem-vindos. Evite alimentos industrializados, pois produzem sódio e causam inchaço e dor nas articulações.
  • ATIVIDADE FÍSICA – É muito importante a prática de exercícios regulares, de leve a moderado, de preferência com acompanhamento de um profissional de educação física. O fortalecimento da musculatura protege os ossos de impactos que aceleram o desgaste das cartilagens nas articulações.
  • TRATAMENTO – Além da fisioterapia, existem alguns medicamentos que podem ser muito benéficos para as articulações. Porém, só aceite medicamentos prescritos por um reumatologista ou ortopedista.

A artrose não tem cura, mas estes cuidados irão melhorar muito sua qualidade de vida.

O que coça ?

O líquen escleroso é uma doença crônica que causa manchas brancas, coceira e até fissuras na pele, principalmente da vulva.

Ela parece, geralmente, nas meninas que ainda não menstruam e nas mulheres após a menopausa.

O tratamento dura meses e é realizado através de cremes ou pomadas específicas.

O problema é que, quando acontece uma melhora, muitas mulheres abandonam o tratamento e pode haver uma recorrência, ou evoluir para doenças mais graves, como o câncer de vulva.

Sendo assim, procure um profissional, logo no início dos sintomas, e siga corretamente a orientação dada.

IST no Climatério?

Com o avanço no tratamento dos distúrbios sexuais, passou a ser observado um crescimento nas infecções sexualmente transmissíveis nos homens e mulheres acima de 45 anos.

Trata-se de um fenômeno não só do Brasil, mas observado por artigos científicos do Canadá, Estados Unidos, Austrália e países da Europa.

As principais razões alegadas são que:

  • As pessoas mais velhas estão mais ativas, logo, mais propensas à atividade sexual;
  • Aumento de drogas para disfunção erétil, com homens mais velhos e sexualmente ativos;
  • Maior número de divórcios na meia idade;
  • Crescimento de plataformas online para encontros, com desconhecimento dos antecedentes e da história sexual dos parceiros;
  • Baixa percepção de risco e pouco uso de preservativo, pois não precisa mais prevenir a gravidez e ocorre uma priorização da intimidade acima dos riscos de novos relacionamentos;
  • Falta de educação formal sobre sexo seguro.

E ninguém fala sobre isso:

  • Constrangimento em discutir sexo e IST em geral, tanto médicos quanto pacientes, principalmente com a população mais velha;
  • Poucas pessoas pedem para serem testadas e poucos médicos oferecem o exame;
  • Assim como acontece no HIV, o diagnóstico tardio aumenta o risco de transmissão e as complicações;
  • Particularmente no HIV, os sintomas como fadiga, fraqueza e perda de memória podem ser confundidos com sinais da idade e outras condições clínicas.

Por tudo isso, entendo como extremamente importante a formulação de campanhas para sexo seguro na maturidade.